domingo, 4 de setembro de 2011

Pensamentos de ilusão

Sinto-te distante
Separada por pensamentos,
devaneios e encantamentos.
Quero-te mas não te tenho,
estás perdida em ti!


Aguardo a tua voz serena
Que me alimente o desejo
Que temo!
Mas que almejo!

Errada é a paixão,
mera essência da ilusão?
É um escape … uma vida?


Assim o seja!
Pois …
Não vivo por viver
Não existo por existir
Não te quero por te querer,
Quero-te por te amar!


João Salvador - 04/09/2011

Sem comentários:

Enviar um comentário