sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Superação humana



O ser humano possui uma capacidade de superação muito acima do que pensamos ser possível. Mas essa resiliência, esse vontade, esse garra de superação advém da vontade de fortalecer os valores da própria vida!

É nas dificuldades, desde a mais insignificante à mais hercúlea, que nasce a vontade de superar, de vencer, de viver ...

Nesses momentos, os pequenos gestos, as pequenas coisas ganham um verdadeiro sentido, por isso sorria, partilhe, cultive a amizade descomprometida, ame, aproveite o que a terra mãe lhe proporciona ...
Viva de forma a sentir-se bem consigo próprio ...



João Salvador - 18/08/2017





domingo, 11 de junho de 2017

O que nos define é o que somos não o que temos!


O que nos define é o que somos não o que temos! 
Muitos possuem tudo e são nada, outros possuem nada e são tudo!
Uma questão de valorizar a essência humana, a nossa ...

João Salvador - 31/01/2017


Quer? Então faça!


Para se alcançar as metas e os objectivos é necessário, lutar, persistir e nunca desistir. 
Sem esforço nada se consegue ...
A inércia, a desorganização, a falta de vontade, levam ao insucesso e a quebra dos sonhos almejados!
Quer? Então faça! 
Não quer, não se queixe, nem inveje quem trabalha arduamente. Não inveje quem se esforça, quem tem sucesso, pois fez por merecê-lo! 
Sujeite-se assim, mercê da sua incúria e preguiça, aquilo que a vida lhe der ...


João Salvador - 09/02/2017

Um pai é um ser imperfeito





Um pai é um ser imperfeito. Retira de si os valores mais puros, em prol dos seus filhos!
Esse amor incondicional reveste-se de muitas formas: decidindo, ajudando, educando, orientando, deixando depois que a vida lime os valores transmitidos.

João Salvador - 16/02/2017

Tempos conturbados



Vivemos tempos conturbados, onde os valores nada dizem a muitos dos nossos jovens, cujas vidas foram demasiadamente facilitadas. 
Tal é manifestando em comportamentos grupais ou isolados, sendo facilmente influenciáveis pelas massas, ou por outros jovens com personalidades de liderança, como foi o caso recentemente publicitado pelos órgãos de comunicação social!
Não se dão conta das privações dos pais, do esforço, da luta diária para lhes dar educação, dignidade, tudo que estes não tiveram.
Muitos foram criados em redomas de vidro, sem ouvirem um não, desconhecendo as regras mais basilares da vivência humana.
Tudo lhes foi dado de mão beijada. Um grande erro dos pais ...
As regras, a disciplina, a educação são de extrema importância.
Ou se estabelecem regras desde cedo, ou a vida os ensinará da forma mais madrasta.
Os erros, esses são uma aprendizagem, mas muitas vezes difíceis de cicatrizar. As feridas se profundas marcam para a vida!
Ser pai é ser amigo, mas rígido e exigente, pois só assim se moldam as personalidades fortes, com carácter e humildade!
Precisamos saber se queremos filhos felizes e realizados, ou filhos mimados que perdem o rumo, vivendo no limbo da irresponsabilidade, da imaturidade...
Ser pai é amar, orientar, aconselhar, educar, moldar ...



João Gomes Salvador - 14/04/2017

Abril ofereceu as liberdades



Naquele dia, Salgueiro Maia e os seus homens, destruíram as barreiras de uma ditadura, que mergulhou Portugal, durante anos a fio num limbo de obscuridade! 
Tempos não vividos por mim, apenas estudados, não tendo eu sentido na pele as amarguras do regime. 
Nesses tempos, imperava o medo é certo, mas também reinava a humildade, a pureza nas almas dos cidadãos, o patriotismo, o amor à terra mãe!
Hoje reina a liberdade, tão almejada. 
Nalguns casos confundida com a possibilidade de tudo fazer, sem respeitar todos aqueles com quem se priva, esquecendo-se os deveres e as mais básicas regras de civilidade.
O que se quer hoje? Tudo e nada ao mesmo tempo!
Os cidadãos (não todos felizmente), vivem hoje do chico- espertismo, não se rogando, vivendo de esquemas, de espezinhamento, de egocentrismo!
Valores? Para muitos nada dizem ...
O cidadão, para as elites são apenas o sustento dos seus vícios, das suas ambições. Para esses somos nada, uns bonecos, cordeiros que ruminam nos pântanos dos esquemas, engendrados, pelos lobos vestidos com pele de cordeiro!
Afinal o que se quer hoje, quando se vive mais para o futebol (não que não seja importante o lazer e o divertimento), do que para a cidadania activa?
Os tempos que se avizinham não são fáceis. Que futuro nos espera e que lições a retirar de um 25 de abril, que para muitos foi, não apenas de liberdade mas de aproveitamento e de destruição da imagem da nação e do sentimento de patriotismo e amor para com a pátria mãe.
"Máxima liberdade, máxima responsabilidade" - cada vez este cliché é menos valorado!

João Salvador - 25/05/2017

Não escrevamos o destino com tintas escuras




Cada um que cuide da sua luz e não tente apagar a luz do próximo! 
Sejamos felizes com a felicidade alheia, não a invejando de forma depreciativa. 
Colhamos da felicidade alheia, ensinamentos, energias positivas, alegria, felicidade, encantamento ...
Não escrevamos o destino com tintas escuras, sem vida. 
A maldade pura deve abandonar os corações aprisionados nas trevas, abrindo-se à vida, à luz ...
Viva a sua própria vida e se não acrescenta nada de positivo à vida dos outros, não lhe tente retirar positividade, com posturas obscuras e negativas!


João Salvador - 18/05/2017