quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Alcançamos o amor



Bate descompassado
Em ritmo acelerado
Um turbilhão de ansiedade
Um torpor de saudade

A proximidade de ti
Pé ante pé
Vejo-te chegar
Ofego
Um ardor
Um fogo …
Uma chama …
que me inflama.

Fitas os teus olhos nos meus
Uma telepatia visual
Paralisas os sentidos de quem te ama

Abriu-se o portal da felicidade
Selado por um beijo molhado
Finalmente …
Alcançado num amor esperado!


João Salvador – 30/04/2012

Sem comentários:

Enviar um comentário