quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Vive do meu amor!



Ó mulher!
Sofro por ti.
Ardem-me as entranhas,
De amor.

Por favor,
Liberta-me desta dor
Sou o teu libertador!
Aclama-me com ardor,
Vive do meu amor!

Sem comentários:

Enviar um comentário