quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Voo Alado


 
São, seres alados
Que rasgam os céus,
Acariciados pelo vento
Livres e sem tormento

Graciosos voos
Movimentos perfeitos
Asas brilhantes

São seres livres
E livres serão

Perscrutam os céus
O azul celeste
Numa imensidão de prazer

Realizam os sonhos
E vivem livres
Pois livres o são!

Quero ser um ser alado
Quero ser livre e livre ser
Rasgar os céus
Voar sem tino
Anestesiado,
E sem destino!

João Salvador - 28/09/2011

Sem comentários:

Enviar um comentário