quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Partiste meu amigo



Chora o céu
Gotejando lágrimas sofridas
Saraivadas ventosas de saudade
Tormentos na vida que deixas-te

Partiste meu amigo
Num final tormentoso
Na doença batalhada
Mas que te venceu

Não verto lágrimas
Pois lágrimas não tenho
As amarguras secaram o choro
A vida calejou o meu sofrer
 
A dor da amizade
O tempo nunca irá curar
Descansa meu irmão
Amigo do coração!
 

João Salvador – 26/10/2011
(Poema dedicado a um amigo, a um homem bom, com sentimentos puros e que foi vencido por uma doença do foro oncológico)

2 comentários:

  1. Prezado João,

    Belo texto em homenagem a um amigo.

    Em visita a este espaço, achei-o bem acolhedor. Parabéns.
    Cordialmente,
    Aureliano.

    ResponderEliminar
  2. Obrigado pela sua visita e pelo seu comentário. Seja sempre bem-vindo.

    ResponderEliminar