domingo, 22 de janeiro de 2012

Mágoa de mulher


Questiona-te ó trovador
Quanto valerá a mágoa de uma mulher?
Valerá apenas a satisfação do prazer?
Valerá apenas um fútil desejo?
Valerá a visão de seus olhos banhados em lágrimas?
Valerá a sua face irrigada de dor?
Valerá um sentimento de rejeição?


Não …
Homem não iluda o amor de uma mulher
Tens intenção de a amar?
Não a arrastes então em vãs esperanças.
Não a leves para a perdição de um amor estéril!


Sim …
Vale uma cultura de sinceridade
Vale uma verdadeira amizade
Vale um carinho, uma palavra …


Poeta e homem …
Sê verdadeiro


Não alimentes juras de amor eterno
Só assim, verás um rosto sem mágoa
Verás um rosto sorridente
Um rosto que emana na esperança
Um rosto que busca o verdadeiro amor
Não uma ilusão … de dor,
Mas a busca de um verdadeiro amor!



João Salvador – 06/09/2011

Imagem: http://static.desktopnexus.com/thumbnails/18564-bigthumbnail.jpg

1 comentário:

  1. Sempre me fascinam os teus poemas.
    Sentidos e profundos.
    Continua a priviligiar-nos com a tua escrita.
    Parabéns.
    Emília Cavaleiro Conceição

    ResponderEliminar