sexta-feira, 18 de maio de 2012

Incertezas do amor




Procuras rever na mente, os episódios passados.
Queres compreender o incompreensível,
Buscas respostas onde não as encontras.
Agarras-te a algo que te acalme a inquietação!

Encontras um vazio nas respostas.
Não compreendes a razão … porquê?
Esfumou-se o sentimento – perdeu-se?
És agora fantasma de um passado errante?

Dolorosas questões que não vês respondidas
Amordaçadas num sepulcral silêncio
Acompanhando-te no arrastar dos tempos
Prendendo-te às incertezas do amor!

João Salvador – 18/04/2012

Sem comentários:

Enviar um comentário