quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Estava cego eu sei!



Estava cego eu sei
Estavas aqui ao meu lado
Enxugando as minhas lágrimas
Limpando as minhas feridas

Dilacerado pela autocomiseração
Cheio de pena de mim próprio
Não entendi os sinais
Que agora reconheço

Fui egoísta e distante
Preocupado com futilidades inúteis
Enquanto tu,
num canto choravas …
banhada no sofrimento,
do teu pensamento!

Estavas rodeada de mágoa,
Procuravas apenas um carinho
uma palavra de apreço
um acto de amor
um contentamento
Apenas te dei dor.
Desculpa meu amor!

Sim! Agora reconheço
Todo o teu tormento.
Olhei-me ao espelho
Não me reconheci,
vi … um ser egoísta, egocêntrico …
Até frio e distante
Tive medo do que vislumbrei!
Não me reconheci
Quem vi afinal?

Quando tu precisavas de mim
Apesar de viver no presente
Não estava ali
Mas agora vi
Mulher …
Estou aqui!

João Salvador  - 15/09/2011

Sem comentários:

Enviar um comentário