sábado, 22 de outubro de 2011

Destruidor de sonhos


Asqueroso ser de vivência ilusória
Putrefacto cheiro a vida horrenda
Abominável ser que não o é
Transpiras culpa, sem remorso
 

Desculpas-te através do indesculpável
Refugias-te na doença que não existe
Filosofas, lindas palavras venenosas
Enganas, atormentas e dilaceras vidas

És um ser energúmeno e nojento!
Destróis sonhos de crianças
Matas sorrisos …
Acabas com a sua pureza
 

Sim, tu … predador de vidas
Apagas sonhos
Matas ilusões
Crias desilusões
 

O ódio grassa na minha mente
Não sou deus,
Mas afogar-te-ei na tua própria depravação
Afundar-te-ei no limbo do inferno
Onde arderão as tuas entranhas imundas
Numa eternidade de dor
Aquela dor e angústia
Que sentirás e te consumirá
 

Ser diabólico
Não vês?
Não tens lugar neste mundo!
És um ser imundo.

João Salvador – 27/09/2011

Nota: A luta contra a pedófilia deve ser uma luta de toda a sociedade. É um quadro muito duro ver uma criança com os seus sonhos desfeitos. Sei tratar-se de um poema muito efusivo, mas é aquilo que sinto!




Sem comentários:

Enviar um comentário